EDIÇÃO 2020 
Um ano de mudanças
 
2020 foi marcado pela pandemia e levou-nos a pensar numa alternativa ao pequeno auditório do Cineclube do Barreiro, onde decorreu a 1ª edição.
De forma a garantir todas as medidas de segurança e a motivar o nosso público a participar na 2ª edição, o cineclube fez uma parceria com a Castello Lopes Cinemas do Fórum Barreiro. Deste modo, pudemos levar os filmes ao grande ecrã, proporcionando uma melhor experiência na visualização das obras. Agora, com a mostra no centro da cidade do Barreiro, onde há maior movimentação da população, aproximamo-nos mais do nosso objetivo de ampliar a visibilidade dos filmes e dos autores, onde o público poderá descobrir o cinema emergente português.
O Entre Olhares foi inicialmente programado para decorrer de 6 a 15 de Novembro, mas devido às novas medidas restritivas ao fim-de-semana, fomos forçados a reprogramar as sessões do segundo fim-de-semana, alocando essas sessões ao longo dos dias de semana, em horário pós-laboral, até dia 20 de Novembro. 
Sala 3, Castello Lopes Cinemas (Fórum Barreiro)
Uma edição marcada
pela presença de realizadores
 
Foi com muita satisfação que recebemos os realizadores dos filmes que programámos. A presença dos autores faz todo o sentido nesta iniciativa que pretende dar a conhecer os olhares de cada um, dando espaço aos mesmos para se pronunciarem sobre as suas obras.
Esta é, sem dúvida, a mais-valia do Entre Olhares, que vai para além da mera exibição. É uma oportunidade do público poder questionar e dialogar diretamente com os realizadores ou outros membros da equipa presente. O Entre Olhares também é um ponto-de-encontro entre colegas e profissionais do setor do cinema, o que pode potenciar o networking com membros de outros filmes. É uma potencialidade que tenderá a aumentar em futuras edições.
Apresentação de sessão com a presença de realizadores
Mário Ventura (Direção do Entre Olhares)
Gonçalo Pina (Realizador "À Tarde, Sob o Sol")
Daniel Ferreira (Realizador "Last Gender")
Fernando de Macedo (Realizador "Uivar do Mudo")
O público não desiste
da cultura cinematográfica
 
O ano de 2020 trouxe-nos muitas dúvidas e desistir desta edição era um caminho fácil. Olhámos  para a realidade como um desafio e não como uma impossibilidade. E tal como nós não desistimos de prosseguir com a 2ª edição, o público também não desistiu de participar. Só quando corremos riscos podemos ser surpreendidos, no nosso caso foi pela positiva. Agimos com consciência e rigor, prontos para qualquer alteração a meio do caminho. O público incorporou a nossa estratégia de adaptação à nova realidade e percebeu que tudo fizemos para garantir a segurança de todos.
 
O programa esteve repleto de novos nomes e filmes que estrearam no mesmo ano, o que despertou a curiosidade do público. Também temos consciência que um evento cinematográfico como este que concentra em poucos dias tantos filmes do país inteiro, seja um estímulo para as pessoas. É preciso gostar muito de cinema para sair de casa em momento de pandemia. Nesta 2ª edição o número de sessões  face à 1ª edição diminuiu, mas o número total de espetadores aumentou (+24%).
Público numa das sessões do Entre Olhares na Castello Lopes Cinemas
Alunos numa das sessões de cinema no Auditório Municipal Augusto Cabrita
Sessões de cinema
para a comunidade educativa
 
Para nós é primordial envolver as escolas nesta atividade que pretende formar novos públicos em torno da arte cinematográfica. Há uma preocupação em dar a conhecer o cinema português aos jovens, nomeadamente as produções contemporâneas às quais, normalmente, não têm acesso e não são estimulados a procurar. É nesse sentido que o Entre Olhares responde para uma necessidade que a escola isoladamente não consegue oferecer, quebrando também preconceitos acerca da visão que os jovens têm do cinema português.
Tem-se notado uma preocupação crescente por parte dos professores, que procuram garantir que os seus alunos possam usufruir desta oferta cultural, proporcionando-lhes a experiência coletiva de ver e falar sobre cinema, mas também sobre os temas subjacentes dos filmes, que se pretende que sejam uma proposta de valor no contexto educativo. 
Exibição Cinematográfica
 Entre Olhares cria Programa de Apoio ao Cinema Português 
 
Após termos terminado a 2ª Edição do Entre Olhares - Mostra de Cinema Português, levando 67 filmes portugueses ao grande ecrã da sala parceira Castello Lopes Cinemas, no Fórum Barreiro, a centenas de espetadores e à comunidade educativa do concelho do Barreiro, foi tempo de focarmo-nos na segunda fase do projeto: o Programa de Apoio ao Cinema Português.
Ainda só estamos na 2ª Edição, mas consideramos que não há tempo a perder, com ou sem pandemia. Dado o momento que enfrentamos, torna-se ainda mais urgente a captação de recursos para estimular a criação cinematográfica. Para que os filmes cheguem até nós, é preciso que alguém os faça. O Cine Clube do Barreiro e a direção do Entre Olhares - Mostra de Cinema Português, pretendem, assim, contribuir para a produção de curtas-metragens.
Criação Cinematográfica

ORGANIZAÇÃO

PARCERIA ESTRATÉGICA

APOIOS INSTITUCIONAIS

APOIOS À DIVULGAÇÃO

CONTACTOS

Sede: Rua Almirante Reis, 111-A

2830-326 Barreiro

 

Tel.: 925 036 782
E-mail: festival.entreolhares@gmail.com

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

© 2021 Entre Olhares